Inovação e desenvolvimento tecnológico em leite humano são tema de encontro virtual

Instituto de Laticínios Cândido Tostes e rBLH se reuniram com o objetivo de avançar em projeto de parceria

A possível criação de um Centro de Inovação em Processamento e Controle de Qualidade do Leite Humano, parceria da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (rBLH-BR) e a Epamig - Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT), está avançando e foi tema da conversa virtual que ocorreu no dia 28/8. 

O “2º Workshop sobre Leite Humano” proporcionou troca de informações sobre a contribuição da Epamig ILCT ao incremento tecnológico da rBLH e possibilitou um debate sobre o papel dos BLH como estratégia de segurança alimentar e nutricional na atenção neonatal. Em 2019, foi realizado o I Workshop “O leite humano como salvaguarda da vida”, que teve como objetivo de integrar especialistas das áreas de leite e de saúde e pensar soluções para a melhoria dos processos realizados na rotina dos BLHs. 

Sebastião Tavares, chefe geral da Epamig ILCT, conheceu o trabalho realizado no BLH do Instituto Fernandes Figueira/Fiocruz, no início de 2020. Segundo ele, “além do mérito científico, é, de fato, um trabalho engrandecedor”. Tavares falou sobre a satisfação do Instituto em fazer parte desse projeto e que vislumbra “para o futuro, uma parceria ainda mais estreita e mais proveitosa nessa área tão sensível e tão importante para o Brasil e além das fronteiras do nosso país”, disse.

Para o coordenador da rBLH-BR, João Aprigio, “essa é a segunda oportunidade de um encontro maior”, uma possibilidade de ampliar a compreensão sobre esse esforço conjunto de criar, estruturar e operar um Centro de Inovação em Processamento e Controle de Qualidade do Leite Humano. 

O BLH atente a uma população muito vulnerável e, segundo Aprigio, “o leite humano tem se configurado como recurso imperioso”. O conhecimento sobre segurança alimentar e nutricional na atenção neonatal é o principal foco, tendo em vista que o LH é um alimento funcional e com princípios farmacológicos que precisam ser conservados. 

O evento foi transmitido por plataforma digital e pelo canal da rBLH no Youtube e contou com a participação de profissionais da rBLH-BR e da Epamig ILCT, além de Janine Coutinho,  representante da Organização Pan-americana da Saúde (Opas) no Brasil; Renara Guedes, consultora técnica da Coordenação Geral de Saúde da Criança e Aleitamento do Ministério da Saúde; Natalia Oliveira Dias, da Secretaria de Estado de Saúde de MG; Betão Cupolillo, deputado estadual em MG; e Rafael Joaquim, Rafael Joaquim, do BLH do Hospital Central de Maputo, Moçambique, representando a Rede Global de BLH. 

 

Tags: